sexta-feira, 4 de abril de 2008

o assassinato de jesse james pelo covarde robert ford e o dia que eu conheci o ladrão dos meus sonhos.


o assassinato de jesse james pelo covarde robert ford é um filme esplendoroso. não queria usar essa palavra, mas é o que o filme é. todo mundo só falou de os fracos não tem vez e meio que deixaram o assassinato...passar batido. filmes de cowboys, épocas diferentes e vamos parar por aí com as comparações. agora o filme que conta os últimos dias do jesse james é fantástico. o jesse james foi o ladrão mais famoso dos eua pós guerra civil no auge do velho oeste em meados de 1800. o cara era assassino, paranóico, malandro e irresistível. todo mundo queria conhecer ele, ser assaltado por ele, os moleques queriam ser ele, queriam ser do bando dele. o jesse era uma lenda viva do faroeste. depois de morto ele ficou mais famoso ainda e virou meio história do folclore americano. principamente por causa da foto. o retrato do jesse james morto. todo mundo já viu essa imagem pelo menos uma vez na vida. ninguém nunca tinha tirado foto de alguém morto, prá começar. estamos em 1882 afinal. pegaram o cadáver dele, deram uma estica, prenderam em uma tábua de madeira, levantaram e bateram a foto. e ele ficou bonito o desgraçado. esse cadáver rodou os eua de cidade em cidade prá visitação pública, todo mundo queria ver o corpo dele. foi uma sensação na época. nunca um fora da lei tinha sido tão amado. a sensacional história do que aconteceu depois do assassinato, de como o robert ford tramou tudo e ainda correu atráz de fama e sucesso e de como foi odiado pelo americanos e esquecido em seguida é sensacional. o brad pitt faz o jesse no filme. achei bom, mas provavelmente não chega nem as pontas dos dedos do pé que devia ser o james de verdade. agora no papel do traíra que matou o jesse, o robert ford, cuzão, dedo duro e covardão, (não vou contar tudo, assistam o filme) tá casey affleck, irmão do ben sucks affleck, e toma uma puta atuação. a inveja, a cobiça e a mesquinhês digna de pena do que é capaz o ser humano eu digo aqui todos os seres humanos, inclusive eu, você e toda a vizinhança foi feito muito direitinho por esse ator. bom mesmo. a direção e o roteiro de andrew dominik, outro neo zelandês na parada é estupenda. jesse assaltava trens. ele tinha um motivo. a família sofreu o diabo na guerra e perdeu as terras prá uma empresa ferroviária em expansão. assalto a trem é a coisa mais legal do mundo. se você é criança, gosta de aventuras do passado, brinca na rua e tem inclinação pelo lado romântico do crime, trens podem virar a fantasia de toda uma infância. no meu caso a fantasia virou uma glória. não foi quando eu realizei meu sonho adolescente de viajar a europa de trem, sozinha, prá cima e prá baixo. não foi quando eu me mudei prá viver em cima de uma linha de trem. mas foi quando eu conheci o ronald biggs em meados de 96. o ronald biggs foi um dos assaltantes do trem pagador em 1963 na inglaterra. um dos assaltos mais fabulosos de todos os tempos. o bando do biggs roubou mais de 2 milhões de libras sem matar ninguém. eles foram presos e o ronnie que na época era lindo e parecia ator de cinema, fugiu da cadeia escalando o muro com uma corda. o ano era 1965, ele mudou o rosto em paris, mas continou bonitão e pelos idos de 70 fugiu pro brasil. claro que aqui ninguém podia prender ele e também não extraditaram. o ronnie entao conheceu uma mulher da vida no rio, a raimunda, engravidou ela, mais um motivo pra não mandarem ele de volta prá londres e decidiu que aqui ele ia ficar. lembra do mike, do balão mágico? é o filho do biggs. calma. o velho viveu vida de rei no brasilzão dos anos 60, 70 e 80, bon vivant que ele sempre foi. gravou música com sex pistols, com die toten hosen, virou celebridade e até foi sequestrado prá barbados por uma gangue que queria a grana da recompensa do governo britânico, mas deu tudo errado e ele voltou pro brasil salvo e feliz. no dia do nosso rolê nos anos 90, graças ao meu amigo alemão que amava johnny cash e john lee hoocker e era amigo do ronnie, a gente tomou um porre homérico de chopp. eu nunca vou tomar tanto chopp igual eu tomei nesse dia. eu dirigia meu golzinho com o ronald biggs sentado no banco do passageiro que era todo arrebentado, torta e dando gargalhada. minhas amigas gritando no banco de tráz. ele adorou. a gente bombou, literalmente. foi lindo. não lembro o motivo mas a gente começou no shopping eldorado e acabou na jaguaribe cantando e dançando com a minha turma da época que era da pesada e não era prosa. eu nunca mais vou esquecer o olhar sedutor inglês e esse jeito de sean conery do velho ronnie. eu joguei charme a noite inteira, claro e devo ter ganhado um beijinho na hora de ir embora. um beijinho e um xaveco do ronnie é prá morrer feliz e eu sabia que eu nunca mais ia ver o meu mito do assalto ao trem pagador.
em 2001 ele foi com a família pra londres e acabou sendo preso. tá até hoje na cadeia porque os filhos da puta dos ingleses querem fazer justiça com o cansado ronald, debilitado e doente. vi uma foto dele hoje e fiquei com lágrimas nos olhos. o velho ronnie tá magro e triste. mas sempre vai ser lembrado como o homem que deu um baile na scotland yard. é por isso que estão mantendo velhinhos na jaula, com 80 anos, respirando e comendo por um tubo e implorando prá poder sair e morrer do lado da família e dos filhos. as últimas e sábias palavras da lenda:
"I am an old man and often wonder if I truly deserve the extent of my punishment. I have accepted it and only want freedom to die with my family and not in jail. I hope Mr Straw decides to allow me to do that. I have been in jail for a long time and I want to die a free man. I am sorry for what happened. It has not been an easy ride over the years. Even in Brazil I was a prisoner of my own making".
é isso. se é prá viver, que seja com emoção. porque todo o resto é uma merda mesmo.





.


5 comentários:

bitter sweet disse...

fiquei emocionada com os foras-da-lei.
vamo assaltar um trêm?
pode ser a salvação.
ou não. rs.

ei disse...

a máquina impressionista esta rendendo mucho, mas estou com medo que vendo as fotos dos mortos assim, vai querer tirar umas também.

e para homenagear os ladrões que conseguiram roubar não somente dinheiro, mas também corações, escutei a "great train robbery" do black uhuru.

Aramis disse...

Puxa...Fiquei impressionado com sua forma de escrever...meio paralisado, estático...Até nostálgico, concordo com tudo que você escreveu...Sempre tive fixação com Jesse James, e sobre o Ronald, nutria aquela simpatia a distância, era um herói para mim, que sempre torci para o Jerry e não para o Tom e gostava mais do Curinga do que do Batmam...Você deve ser uma mulher incrível...quando vier (se vier) a Belo Horizonte...me mande um e-mail, gostaria de conhecê-la e ouvir suas histórias...ABraços...André Rosa (mar.revolto@ig.com.br)...

Aramis disse...

Puxa...Fiquei impressionado com sua forma de escrever...meio paralisado, estático...Até nostálgico, concordo com tudo que você escreveu...Sempre tive fixação com Jesse James, e sobre o Ronald, nutria aquela simpatia a distância, era um herói para mim, que sempre torci para o Jerry e não para o Tom e gostava mais do Curinga do que do Batmam...Você deve ser uma mulher incrível...quando vier (se vier) a Belo Horizonte...me mande um e-mail, gostaria de conhecê-la e ouvir suas histórias...ABraços...André Rosa (mar.revolto@ig.com.br)...

Anônimo disse...

Who knows where to download XRumer 5.0 Palladium?
Help, please. All recommend this program to effectively advertise on the Internet, this is the best program!