quinta-feira, 6 de março de 2008

things have changed

bob eu te vi muito de longe
mas eu fechava o olho
e sua voz muito rouca como nunca
entrava nos meu ouvidos
como se você tivesse cantando só pra mim
uma voz carcomida, vivida, estranha, sensual
que não falou uma palavra
só cantou
como se você cantasse não querendo cantar
só recitar esse versos filhos da puta que você escreve
como você decora tanta música?
você tocou sua guitarra 3 vezes
e suas costas começaram a doer
você tá tocando desde 1960
você vai pro piano
e mesmo no piano você joga seu ombro pro lado
assim de repente
como você fazia com 21 anos
você ficou de pé
e as vezes cruzava a perna esquerda pra traz da direita
em um dos únicos gestos que faz me lembrar que você é mortal
como nós
quando eu invadi a primeira fila e grudei no palco
eu tive certeza que você olhou pra mim e riu
e eu vi bem seus olhos azuis de perto
e seu cabelo curly agora cinza
por debaixo daquele chapéu de reverendo que você usou
você tava muito classe
aquele palitó um número maior com a camisa fechada por baixo
como você adora
e sua calça larga e esguia
você é magro
seu rosto é triste
você tava cagando prá aquelas pessoas
nada te provocava sequer uma expressão que não fosse desdém
você não falou uma palavra que não fosse verso
você sequer apresentou a banda
que com você arrebentou meu coração na hora de 'things have changed'
2 meninas invadiram o palco pra chegar perto de você
fiquei com inveja
queria fazer também
e me ajoelhar na sua frente
não sei porque tamanha admiração
é incondicional
e sua voz rouca
como nunca.

Um comentário:

Alain Patrick disse...

LowProFlavia é ótimo! =)

Por falar nisso, o meu blog é www.electronicstandards.wordpress.com

besitos!